Pesquisa personalizada

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O que é ser maricas…


1 – Estar mais de seis minutos na Internet sem ver gajas nuas. E não valem desculpas de que é a pagar e não sei quê, e que não quero dar o número do cartão de crédito.
2 – Pedir meias doses.
Se se chama dose, é porque está calculado: é uma dose. Um homem, uma dose. Quem pede meia dose é meio homem. Cozido à portuguesa: é comida de homem. Mas meia dose de cozido… O pior é pedir meia dose de qualquer comida terminada em “inho” ou “inhos”: meia dose de bifinhos, meia dose de lulinhas… Comidas que são de homem, para além do cozido: feijoada, mão de vaca, coelho à caçador e todas as partes do porco, tudo o que tiver porco é de homem.
3 – Chegar aos trinta anos e não ter barriga. É maricas!

4 – Comer Calippos.
As únicas coisas que um homem pode chupar são patas de sapateira e cabeças de pescada.
5– Ter gatos.
Um gato não passa dum cão maricas – A: Tem guizo; B: Toma banho com a própria língua; e C e última: Um gato nunca se embebeda. Ou seja, um homem que tenha um gato em casa está no fundo a viver uma intensa relação homossexual. O dono dum cão chama-o com dignidade masculina: “Savimbi, anda cá!” E assobia: “Aqui já! “. O dono dum gato chama-o “Bsss-bsss-bsss-bsss-bsss, bichaninho”.
6 – Não ir à caça porque não há sítio para cagar.
Um homem caga quando e onde lhe apetece. Quem nunca experimentou atingir um pato a zagalote com as calças em baixo não sabe o que é ser homem. O que as mulheres não sabem é que a caça é apenas uma grande desculpa para o homem poder ir para o mato marcar território…

7 – Ver o correio todos os dias… É maricas !
Um gajo chega a casa depois de oito horas de trabalho, cansado, cheio de fome e qual é a primeira coisa que faz ? Ver se tem cartinhas no correiozinho… ?! Um homem só abre o correio quando lhe cortarem a água, a luz ou o gás. E que homem é que consegue manobrar uma chave do correio…? Aquilo é feito para dedos de mulher.
8 – Pedir bicas pingadas… É maricas !
Ou bicas escaldadas, ou bicas cheias, ou duplas, ou cariocas, ou mesmo italianas… Bica é bica. A única coisa que se pode acrescentar a uma bica é um bagaço ou um rissol. Mas o pior de tudo é os descafeinados: “Ai, tire-me o café do meu café”. É maricas !
9 – Deixar que a nossa namorada nos esprema as borbulhas… É totalmente maricas ! As borbulhas de um homem não são para espremer. Um homem é uma máquina auto-suficiente em termos de saúde e higiene. Os homens só vão ao médico e tomam banho porque as mulheres obrigam.

10 – Saber o nome de mais de quatro bolos de pastelaria…
Um homem que é homem só sabe o nome da bola de Berlim, do bolo de arroz, do pastel de carne e do croissant. Mas só para poder pedir um croissant com panado de carne. Ver um… “homem”… … entrar numa pastelaria e
dizer: “Olhe, embrulhe-me aí dois garibaldis, uma pirâmide, um éclaire…”…. Com plantéis de 24 jogadores e 16 equipas na primeira liga, quem é que ainda tem espaço na memória para decorar nomes de bolos

11 – Alimentar o cão com comida para cão… É maricas!
A comida para cão é uma invenção das multinacionais para enganar maricas. Não há comida para cão. Os cães comem o que cai no chão ou o que desenterram. É que depois de comerem aquelas mixórdias, começam a ficar esquisitos. Deixam de beber água da sanita, já não tocam em nada que esteja podre, e começam a deixar os gatos a meio.
12 – Conduzir com as duas mãos no volante. É maricas!
Então se os “cóbois” conseguem laçar um búfalo com uma mão, porque é que um homem há de precisar das duas para agarrar o volante? O último sítio onde um homem precisa de ter as duas mãos é no volante. O volante só serve para duas coisas: desviar ou buzinar. De resto, a mão direita é para andar livre, para poder mexer na coxa que vai ao lado, sintonizar a rádio no relato de futebol e dar calduços nos miúdos.
13 – Passear cães com trela…
Os cães é para andarem soltos. Passear um cão é uma actividade de risco. O giro é não saber nunca se o cão vai voltar a casa, esfacelar um polícia ou ser atropelado por um comboio. Trelas é para miúdos e não há mais conversa.
14 – Gostar de Fado de Coimbra. É maricas!
O fado é para ser cantado em tascas por tipos que só conhecem sete letras do abecedário e que julgam que tremoços é marisco. E o fado não é cá para falar de amores de estudante. O fado é para contar histórias com velhas, estropiados, pescadores, prostitutas, sarjetas e vinho tinto.!

15 – Dormir com o cão aos pés da cama.
Um cão é para ficar no quintal ou fechado na marquise a ladrar a noite inteira. Os únicos mimos que um homem dá a um cão são ossos e soltá-lo no pombal do vizinho.
16 – Usar calçadeira.
A calçadeira é a vaselina dos pés! Se um homem tem problemas em enfiar um pé num sapato à força, é claramente maricas. Os sapatos foram feitos para andar com 120 quilos em cima a arrastarem-se pela calçada em cima do que acabámos de vomitar.
17 – Comer com pauzinhos nos restaurantes chineses.
A única coisa delicada que um homem é capaz de segurar nas mãos é uma chave de fendas, e para a torcer. Nunca ninguém viu um carregador de pianos ou algum operário de altos-fornos a comer com pauzinhos!
18 – Usar amaciador para o cabelo. Um homem que se preocupa em ficar bonito tem de ser maricas. “Ai, mas é bom porque o cabelo fica mais fofinho…” ?! Um homem que é homem não quer ter nada no corpo que seja fofinho.
19 – Ter uma carrinha familiar.
Ter uma carrinha é um anúncio público de que se é casado e de que se tem filhos. Ora, o único homem que pode querer que isso se saiba é o maricas, para despistar os polícias no parque Eduardo VII.
20 – Usar cigarreira…
Ai não, é mais higiénico porque os maços apanham humidade e podem contaminar os cigarros com bactérias. “Bactérias?!”. Um gajo anda a descarregar quilos de alcatrão para dentro dos pulmões há dez anos está preocupado com animais que só se vêem ao microscópio?
21 – Pedir descontos…
“Ai, não me faz uma atençãozinha?” Mas isto é conversa de homem?
22 – Não ser emigrante e falar francês.
O francês é a língua oficial dos maricas e a mais mariquinhas do mundo. Nem uma avó a falar com um recém-nascido usa tantos “nhô nhôs” e “bibidus” como um francês.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...