Pesquisa personalizada

sábado, 27 de fevereiro de 2010

FARPAS



«Estamos perdidos há muito tempo…
O país perdeu a inteligência e a consciência moral.
Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada.
Os caracteres corrompidos.
A prática da vida tem por única direcção a conveniência.
Não há princípio que não seja desmentido.
Não há instituição que não seja escarnecida.
Ninguém se respeita.
Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos.
Ninguém crê na honestidade dos homens públicos.
Alguns agiotas felizes exploram.
A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia.
O povo está na miséria.
Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente.
O estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como o inimigo.
A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências.
Diz-se por toda a parte, o país está perdido!
Algum opositor do actual governo?
Não!»
Eça de Queiroz, in Revista “Farpas” 1871
Não, este artigo não foi escrito por Mário Crespo, nem tão pouco por Manuela Moura Guedes, não foi publicado pelo jornal Sol ou outro qualquer jornal acusado de perseguir o actual governo de José Sócrates.
Este artigo foi escrito por Eça de Queirós em 1871, e foi publicado na revista As Farpas, que era escrita por Eça de Queirós em parceria com Ramalho Ortigão.
O que mais me fascina neste texto é a sua actualidade, 140 anos após a sua publicação.
Lendo este artigo sou obrigado a acreditar que este país não tem solução, pois os problemas relatados por Eça, permanecem em pleno século XXI.

1 comentário:

  1. Parabens cabra safado pela hodiernidade do tema, fico feliz por teres escolhido o meu grande amigo Eça para a tua (primeira vez neste blog) … e já agora bem vindo a blogosfera!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...