Pesquisa personalizada

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Muammar Khadafi, foi abandonado pelos seus amigos.



O conselho de segurança das nações unidas aprovou por unanimidade uma resolução onde é pedido ao regime de Khadafi o fim imediato da repressão, o respeito integral pelos direitos humanos e punição dos responsáveis pela violência, a resolução prevê também o embargo á venda de armas á Líbia, o texto determina também que os membros da ONU devem impedir a entrado ou trânsito nos seus territórios de alguns altos dirigentes do regime líbio bem com vários elementos do clã Khadafi.

Vamos por partes, Khadafi está no poder há mais de 40 anos, durante estas quatro décadas nunca foi propriamente um defensor dos direitos humanos, tendo mesmo nos últimos anos sido apoiado financeiramente pelos EUA, os mesmos EUA que agora vêm exigir a Khadafi que abandone o poder, portanto foi preciso o povo líbio vir para a rua protestar, expondo-se á ira do Coronel Khadafi, foram necessárias centenas, talvez milhares de mortos, para que a comunidade internacional decidisse tomar medidas contra o regime líbio.

Outro facto interessante é que no conselho de segurança das nações unidas estão os países que armaram o regime líbio, nomeadamente a Rússia, outro facto curioso é que um dos membros que votou a favor da resolução foi a China, ora se bem me lembro na China a questão dos direitos humanos não é propriamente bem vista pelos dirigentes chineses, em 1989 uma manifestação de estudantes na praça de Tianamen foi esmagada, muitas pessoas foram presas algumas delas desapareceram.

A mesma China invadiu o Tibete, um país independente, perseguindo o povo tibetano aniquilando a sua cultura milenar.

Liu Xiaobo Nobel da paz em 2010, está preso desde 2008 por ter sido um dos signatários de uma petição onde eram exigidas reformas políticas no regime, foi condenado a 11 anos de prisão por “subversão”, o mesmo regime chinês que votou a favor da resolução das nações unidas onde é condenada a forma como o regime líbio actuou perante os protestos populares, barrou serviços de mensagens e censurou na internet tudo o que tivesse a ver com a “revolução de jasmim”, um movimento dentro dos mesmos moldes da manifestações pro-democracia ocorridas em vários países árabes, nessas mensagens os chineses eram convocados a manifestarem-se em Pequim, Xangai e mais 11 das principais cidades chinesas, em Pequim 3 pessoas foram presas, uma das quais quando tentava distribuir de jasmim brancas, também em Xangai foram presas várias pessoas por estarem no local marcado para o protesto, a pergunta que se coloca é, como reagiria o governo chinês se alguns milhares de populares se manifestassem pela liberdade e pela queda do regime comunista?

Será que o regime chinês seria mais brando que o regime de Khadafi?

Esta resolução é uma resolução hipócrita, quem a votou são os mesmos que durante décadas fecharam os olhos às políticas de Khadafi, são estes os homens que dirigem o mundo, homens que apenas agem de acordo com os seus interesses, está na hora da revolução de jasmim se expandir a todo o mundo, está na hora de dizer basta, está na hora de derrubar todo e qualquer regime que oprima o seu povo.

ESTÁ NA HORA…..

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Discurso de Charlie Chaplin em "O grande ditador" 70 anos após o filme, o mundo ainda está cheio de pequenos ditadores

Não faltes...

12 de Março de 2011 - Um milhão de pessoas na Avenida da Liberdade pela
demissão de toda a classe política

 A guerra contra a chulisse, está a começar. Não subestimem o povo
que começa a ter conhecimento do que nos têm andado a fazer, do porquê de
chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos filhos! Estamos de olhos bem
abertos e dispostos a fazer -quase-tudo, para mudar o rumo deste abuso.



Todos os ''governantes'' [a saber, os que se governam...] de Portugal falam
em cortes de despesas - mas não dizem quais - e aumentos de impostos a
pagar.

Nenhum governante fala em:

1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores,
suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, etc.) dos três
Presidentes da República retirados;

2. Redução dos deputados da Assembleia da República e seus gabinetes,
profissionalizando-os como nos países a sério. Reforma das mordomias na
Assembleia da República, como almoços opíparos, com digestivos e outras
libações, tudo à custa do pagode;

3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não
servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares
de euro/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos
municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

5. Por exemplo as empresas de estacionamento não são verificadas porquê? E
os aparelhos não são verificados porquê? É como um táxi, se uns têm de
cumprir porque não cumprem os outros?s e não são verificados como podem ser
auditados?

6. Redução drástica das Câmaras Municipais e Assembleias Municipais, numa
reconversão mais feroz que a da Reforma do Mouzinho da Silveira, em 1821,
etc...;

7. Redução drástica das Juntas de Freguesia.. Acabar com o pagamento de 200
euros por presença de cada pessoa nas reuniões das Câmaras e 75 euros nas
Juntas de Freguesia.

8. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização
dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem
verbas para as suas actividades;

9. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc, das
Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;

10. Acabar com os motoristas particulares 20 h/dia, com o agravamento das
horas extraordinárias... para servir suas excelências, filhos e famílias e
até, os filhos das amantes...

11. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado;

12. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não
permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como
levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras,
etc;

13. Acabar com o vaivém semanal dos deputados dos Açores e Madeira e
respectivas estadias em Lisboa em hotéis de cinco estrelas pagos pelos
contribuintes

14. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por
nós) que nunca está no local de trabalho. Então em Lisboa é o regabofe
total. HÁ QUADROS (directores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO
SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE ADVOGADOS A CUIDAR
DOS SEUS INTERESSES....;

15. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que
servem para garantir tachos aos apaniguados do poder - há hospitais de
província com mais administradores que pessoal administrativo. Só o de
PENAFIEL TEM SETE ADMINISTRADORES PRINCIPESCAMENTE PAGOS... pertencentes ás
oligarquias locais do partido no poder...

16. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre
aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo,
no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar,
julgar e condenar;

17. Acabar com as várias reformas por pessoa, de entre o pessoal do Estado e
entidades privadas, que passaram fugazmente pelo Estado.

18. Pedir o pagamento dos milhões dos empréstimos dos contribuintes ao BPN e
BPP;

19. Perseguir os milhões desviados por Rendeiros, Loureiros e Quejandos,
onde quer que estejam e por aí fora.

20. Acabar com os salários milionários da RTP e os milhões que a mesma
recebe todos os anos.

21. Acabar com os lugares de amigos e de partidos na RTP que custam milhões
ao erário público.

22. Acabar com os ordenados de milionários da TAP, com milhares de
funcionários e empresas fantasmas que cobram milhares e que pertencem a
quadros do Partido Único (PS + PSD).

23. Assim e desta forma Sr. Ministro das Finanças recuperaremos depressa a
nossa posição e sobretudo, a credibilidade tão abalada pela corrupção que
grassa e pelo desvario dos dinheiros do Estado ;

24. Acabar com o regabofe da pantomina das PPP (Parcerias Público Privadas),
que mais não são do que formas habilidosas de uns poucos patifes se
locupletarem com fortunas à custa dos papalvos dos contribuintes, fugindo ao
controle seja de que organismo independente for e fazendo a "obra" pelo
preço que "entendem"...;

25. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo,
confiscando e punindo os biltres que fizeram fortunas e adquiriram
patrimónios de forma indevida e à custa do País, manipulando e aumentando
preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas
pretensamente "legais", sem controlo, e vivendo à tripa forra à custa dos
dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência
aos que efectivamente dela precisam;

26. Controlar a actividade bancária por forma a que, daqui a mais uns
anitos, não tenhamos que estar, novamente, a pagar "outra crise";

27. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com
que paguem efectivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de
justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não
prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;

28. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que
tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos
ditos.

29. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos
políticos, central e local, de forma a saber qual o seu património antes e
depois.

30. Pôr os Bancos a pagar impostos.

O CinzaCoelho Vai lá estar...

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Foi revelado um dos segredos mais bem guardados do mundo….



Um dos segredos mais bem guardados do mundo, foi finalmente revelado ( e não, não me estou a referir ao porquê de as mulheres irem aos pares á casa de banho, nem qualquer segredo bíblico), estou sim a referir-me ao segredo da receita da Coca-cola, depois de mais de um século este segredo deixou de o ser.

Uma fotografia publicada em 1979 permitiu que fosse desvendado um dos segredos mais bem guardados de sempre. Afinal, os coentros também fazem parte da 'receita mágica'.

John Pemberton foi o farmacêutico que criou a receita da Coca-Cola em 1886, que agora foi tornada pública.

Segundo o site ThisAmericanLife.org, a receita foi descoberta através de uma fotografia publicada no Atlanta Journal Constitution.

Através da fotografia foi possível descobrir que, para além da cafeína, limão e caramelo, os coentros também fazem parte da receita mágica da Coca-Cola.

Na imagem divulgada é possível ver um livro aberto com a lista de ingredientes utilizados pelo farmacêutico John Pemberton e com as respectivas medidas.

Receita secreta da Coca-Cola

Extracto fluido de coca - 3 tragos
Ácido cítrico - 3oz (aprox. 90ml)
Cafeína - 1oz (aprox. 30ml)
Açúcar - 30 # (na receita a medida não é clara)
Sumo de limão - 1qt (aprox. 950ml)
Baunilha - 1oz (aprox. 30ml)
Caramelo - 1.5oz (aprox. 45ml)

Aromatizante 7X

Álcool - 8oz (aprox. 230ml)
Óleo de laranja - 20 gotas
Óleo de limão - 30 gotas
Óleo de noz-moscada - 10 gotas
Óleo de coentros - 5 gotas
Óleo de canela - 10 gotas
Óleo de neroli - 10 gotas

Obs. a receita parece demasiado complicada, vou antes beber uma cerveja.

video

domingo, 13 de fevereiro de 2011

S. Valentim, o Santo Capitalista.



Dou por mim neste mês Fevereiro, e a matutar na periodicidade das festas mais ou menos católicas, e das quais se alimenta a fome capitalista, são elas:

1. Em 14 Fevereiro, dia de S. Valentim (o santo, não o major de barbas).
2. 8 De Março, Carnaval.
3. 24 De Abril, Páscoa 
4. 1 De Novembro, Todos os Santos.
5. 25 Dezembro, Natal
6. 1 De Janeiro. Ano Novo

Todos estes dias são dias de ir à carteira do Zé Povinho, e dos Otários e trouxas deste País terceiro-mundista!
No corrente mês de Fevereiro é mesmo quase impossível não se pensar no dia de S. Valentim, ou dia dos namorados como é vulgarmente conhecido. Desde o fim da época natalícia que começamos a ser bombardeados com a publicidade consentânea ao dia de S. Valentim, em tudo quanto é meio de comunicação social, o que eles fazem nada mais é que bombardear-nos constantemente com bagulhos, até que as mentiras inúmeras vezes repetidas se transformem em verdades absolutas. Daí até já não concebermos a nossa vida sem um dia S. Valentim em conformidade com a publicidade em questão, previamente vendida através da publicidade, sem que disso déssemos conta, é um pequeno passo, sem que dele nem nos apercebamos tão-pouco…  dia de S. Valentim isto, dia de S. Valentim aquilo.  
Tiram-nos o dinheiro do bolso mesmo ainda antes de nós darmos conta! Um roubo à mão armada é bem mais digno de respeito, porque ao menos o gatuno, não conta com ajuda e simpatia das (nossas ou nossos companheiros, esposas ou namoradas), avisa da sua intenção prévia de nos gamar a carteira e todo o seu recheio incluindo telemóveis e ocorre geralmente através de uma arma de fogo (bem mais convincente que a publicidade) e deste podemos sempre apresentar queixa nas autoridades do sucedido.  
Com tanta pamonha dou comigo a dar razão aos fundamentalistas islâmicos, e ao receio que demonstram para com o capitalismo ocidental, e a sua capacidade de perversão e usurpação dos valores tradicionais da nossa sociedade de índole cristã. É de registar que eles não temem os blindados nem aviação americana, mas é relativamente fácil para eles identificarem a sua mais perigosa das armas: o Capitalismo. Reparem, com bombas e mísseis podem eles bem… agora com o capitalismo não há muçulmano que resista! Qual é o muçulmano que iria resistir a comprar uma bíblia se ela viesse acompanhada de um poster da Pamela Anderson semi-nua? Vender-se-iam que nem ginjas…
Estes indivíduos (os mesmos que nem o nascimento e morte de Cristo respeitam), usurparam e perverteram as grandes datas sagradas para o cristianismo e sociedade ocidental, transformando-as em ícones capitalistas e consumistas… é a beleza do capitalismo e consumismo exacerbados no seu expoente máximo… Estes indivíduos capazes de venderem um par de botas a um amputado das pernas, não conhecem limites. Para combate-los é necessário a mesma tenacidade e ferocidade com que eles nos atacam, é necessário para isso:
1. Ter uma vontade férrea e uma mente forte, e conseguir assistir a Tv. e jornais sem conseguir ir no paleio consumista (o que é difícil).
2. Não ter dinheiro absolutamente nenhum, (o que julgo a melhor estratégia), pois assim mesmo que a mente não vença o desejo, a falta de liquidez momentânea resolve o problema, quando vier a ter dinheiro já o seu desejo de possuir determinado objecto capitalista, foi substituído por um outro desejo. E terá aprendido com isso.  
3. Não possuir igualmente dinheiro absolutamente nenhum, mas ainda assim fazer um crédito em seu nome, ou em nome de alguém (que nunca irá pagar, está parte é importante) para assim lixar forte e feio o capitalismo no seu próprio jogo. Este sistema apresenta a vantagem de aparentemente aos olhos dos capitalistas entrar no jogo deles, quando na verdade são pessoas como você que irão destruir o sistema.  
Não é por acaso que a sociedade actual é quase uma sociedade totalmente desapropriada de valores, e digo quase porque o consumismo, a posse, o adquirir é mesmo o único valor que realmente interessa a sociedade actual.
Abdicamos da nossa liberdade em troca do consumismo, permitimos que a publicidade nos media tolde o nosso raciocínio e dos nossos filhos a troco de pouco/ou quase nada pagarmos pelo consumo dos mesmos conteúdos dos media. Trabalham diariamente nas vossas empresas, nos vossos empregos, e para quê? Para cada vez mais deverem à banca? Nada é vosso… o carro pertence ao banco, como igualmente a vossa casa… e quando vierem a pertencerem a vocês, já terão pago 2 vezes mais o valor dela! Já nada mais irá restar que juntar uns tostões da reforma para pagar o caixão!  
A única coisa que temos de nós mesmos, é a nossa liberdade, mas se através do trabalho, abdicarmos dela em favor do consumismo, estamos a prostituirmo-nos ao capitalismo. Que julgam? Que pensavam fazer quando chegarem à reforma? Que trabalharam muito, mas agora tem a vossa casa e o vosso carro pago? Pode até ser verdade mas os anos perdidos de juventude em prol do capitalismo, esses ninguém lhos pagará… 
De certa forma vivemos numa sociedade castradora e restringidora da liberdade alheia, que nos obriga, directa ou indirectamente a abdicar da única coisa que conquistamos em séculos de humanidade - a Liberdade!
A sociedade sob pena de nos excluir dela própria. Obriga-nos a possuir… um carro, um telemóvel, roupa, comida! Tudo para que nos consigamos sentir incluídos! Tudo pelo qual é necessário pagar… e tudo para ser pago exige dinheiro… que por sua vez exige trabalho…. Que por sua vez exige parte da sua liberdade! Obrigando-nos a entrar no jogo do capitalismo, e numa sequência interminável que nem com a morte termina.  
Dirão os mais cépticos que temos a liberdade de comprarmos ou não as pamonhas que nos são impingidas ciclicamente, mas a verdade é nua, é crua, a partir do momento que incutem em nós o desejo de posse e de consumo… enfim de possuir algo, passa a intrínseco em nos… desejamos sem nos darmos conta! Entramos na grande roda do capitalismo, da qual nem morto é possível sair!
A verdade é certa, também nunca fui muito ligado nos bagulhos de religião, nem sei quem foi S. Valentim ao certo, mas a verdade é que este parece-se cada vez mais com o único Valentim que conheço – o Major, um tipo já de idade com barbas brancas (...). Apesar de não conhecer o verdadeiro Valentim, (o Santo) acredito que S. Valentim tivesse realmente boas intenções, ao contrário desta malta do capitalismo.  
Imaginem agora o capitalismo nas sociedades islâmicas, a malta sem escrúpulos a tentar fazer o mesmo com o nascimento de Maomé, ou ainda a festejar o suicídio de um daqueles mártires que à conta de se fazer explodir jaz no paraíso com 12 virgens à sua conta, pela certeza ainda tentariam vender-lhe mais 12 para acabar com a desgraça do homem. Ou para pior venderem massivamente kits e livros de auto-ajuda na auto-explosão, no qual o slogan iria ser:  Faça-se explodir a si mesmo em 6 simples passos, e estará rapidamente no paraíso com 12 virgens… e se ligar hoje e apenas hoje ainda oferece-mos, não 12, mas 24 virgens à sua escolha totalmente grátis!

O Capitalismo no seu maior!

Amanhã é dia de São Valentim

Mais uma acha para a fogueira - Homens da Luta - "Que esperto que eu sou" (Versão Deolinda)

Veja qual a principal causa de acidentes de mota...

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Hoje gostaria de ser egípcio!!!

Vivo num Portugal pequenino de território e também exíguo na mentalidade… mas contudo
enorme em burrice (para não lhe chamar outra coisa). ( e não, não é para ti Pelejão, nem para ti Jazzss)
Vivo…  onde de uma música sem importância nenhuma serve para geral uma celeuma enorme. De um lado os acérrimos defensores da “geração parva”, e do outro uns supostos incendiários que querem “gamar” o emprego à geração parva.
Obviamente que partimos de duas premissas à partida erradas… que são:
1 – Que a geração rascanha sua “generalidade” quer trabalhar!
2 - Que a geração “parva” na sua generalidade, não quer perder o emprego!
Mas o que se passa é bem diferente, a “geração rasca” na sua generalidade não quer trabalhar… quer isso sim é emprego (job for the Boy)!!! E a geração parva, quer é a reforma, sem ser muito penalizado!!!
Dizendo isto, claro que corro o risco de ser muito injusto para aqueles indivíduos, das duas gerações que de facto querem é trabalhar… (Por isso peço desde já as minhas desculpas)
O problema de Portugal, não é o raio da música dos Deolinda… o problema de Portugal, é a maneira como a revolta nos toca a todos de maneira diferente. Ou seja, para uns a revolta é avaliação dos professores… para outros é o desemprego… a corrupção… a justiça… e podia continuar o dia todo nisto, uma vez que o “nosso” Portugal, (mais de uns que doutros) é extremamente fértil em injustiça, e cuja culpa é de todos nós, que assim deixamos que chegasse a este ponto.
Mas, a mim, chateia-me uma coisa totalmente diferente… é a chamada inércia dos portugueses, que se queixam de tudo e mais alguma coisa e nada fazem para a mudar! Disse-o o repito-o as vezes que for necessário, “ somos umas coisinhas amestradas”. É fácil para mim não sentir uma pontinha de inveja nestes dias, do povo egípcio, que dia após dia foi para a rua manifestar a sua indignação, e até dar a sua vida (no caso de alguns), em prol da revolução.
Nós, no nosso pequenino rectângulo, somos demasiado invejosos; amestrados e narcisistas, para irmos para a rua, mudar algo que se tornou insustentável há muito.
Como bons portugueses, tá tudo bem desde que o vizinho ainda esteja mais na merda que eu...  Ou seja acaba por estar quase 99% da população bem na vida, porque ainda conhece alguém na vida bem pior que ele… agora pergunto eu e os outros 1% que não conhece por comparação, ninguém pior que ele mesmo? Esse é o desgraçado que se meteu na ganza, ou no álcool, e estaciona carros, mas que no fim do dia tira, livre de impostos, mais dinheiro que a generalidade dos portugueses.
Respeito por isso muito a música, bem como a sua mensagem implícita, bem como me solidarizo com quem se sinta minimamente identificado com a música, porque de facto é necessário, um qualquer tipo de intervenção. Isto tá podre já na generalidade todos sabiamos, necessitávamos era de uma qualquer coisinha mais e não de apenas uma música e uns desabafos em quaisquer blogues (como eu por exemplo).

É por isso que hoje gostaria de ser egípcio, mesmo que por um dia, mesmo que sentado no sofá.  Mas isso sou eu.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

O povo unido jamais será vencido, Mubarak caiu


O vice-presidente egípcio acaba de anunciar a renúncia de Hosni Mubarak, que ontem garantiu que se manteria no poder até Setembro.

O vice-presidente Omar Suleiman disse hoje, em declarações à televisão estatal, que Mubarak sucumbiu à pressão dos manifestantes e renunciou à presidência do Egipto, deixando o poder nas mãos do exército.

"Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso, cidadãos, perante estas difíceis circunstância que o Egipto atravessa, o presidente Hosni Mubarak decidiu renunciar ao cargo de Presidente da República e delegou ao Conselho Superior das Forças Armadas a tarefa de administrar os negócios do país. Que Deus vos ajude a todos", disse Omar Suleiman perante as câmaras.

O vice-presidente não esclareceu, porém, se vai continuar a ocupar o cargo enquanto o Exército estiver no poder.

A notícia foi recebida com euforia pelos milhares de manifestantes que hoje se encontram na principal praça da cidade, depois de ontem, e contra todas as expectativas, o presidente Hosni Mubarak ter anunciado que tencionava manter-se na liderança do país até às próximas eleições.

O líder do mais importante país da África do Norte lamentou as vítimas da violência dos últimos dias, e afirmou que "ouve a juventude" do seu país, mas que, "tal como jurei, quero continuar a proteger a Constituição até às próximas eleições", sublinhou Mubarak, reafirmando que não vai, porém, candidatar-se às próximas eleições, tal como já tinha anunciado.

"A transição no poder vai fazer-se através de um diálogo justo", referiu aquele responsável, revelando que "todos os partidos políticos concordaram com o início de um diálogo que ajudará o país a sair desta situação".

Hosni Mubarak respondia, com este discurso, às várias notícias que foram sendo avançadas durante o dia de ontem, nos diversos órgãos de comunicação internacionais, e que davam conta da renúncia do presidente, há 30 anos na liderança do Egipto.

Já durante a manhã de hoje a imprensa noticiou que o líder egípcio abandonou o país com a família, uma informação que chegou horas antes deste anúncio oficial por parte de Omir Suleiman.

Constituição determina eleições em 60 dias

Segundo o artigo 84.º da Constituição do Egipto, em caso de renúncia por parte do Presidente da República, é o Presidente da Assembleia do Povo quem assume o poder no país.

Assim, os destinos do Egipto deverão ficar nas mãos de Ahmad Fathi Sorour, que lidera a Assembleia desde 1991. A Constituição determina ainda que no prazo de 60 dias seja eleito um novo presidente.

Não é, porém, claro, se estas mesmas regras se aplicam em caso de o poder estar nas mãos do Exército.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

De facto existem cá uns camandros engraçados... criticam tudo e todos, mas sem contudo entrar em grandes análises ideológicas, mas sim em profundas demagogias. É a política do bota abaixo, de um portuguesismos atroz. Quase tão português como o próprio fado.
Se não gostam da música dos Deolinda, muito bem, ninguém os obriga…. Se não gostam do que escrevi, muito bem que não leiam… se não concordam, ainda melhor, nem Cristo agradou a todos... No que concerne a comentários parvos, totalmente esvaziados no seu conteúdo, mas cujo propósito é fácil de vislumbrar. Porém convém referir, que reconheço o alcance político e até mais ideológico dos comentários, assim como convém referir, que vejo também que os atingi, onde lhes dói mais, (e não foi nos tins-tins) porque mesmo o Carlos Castro sendo Boiola, ao menos “também” dava a cara, (e não só) nos comentários que fazia.
Portanto nesta ordem de ideias estes energúmenos detractores da verdade (pseudo-elitistas) que agora facilmente criticam, são os mesmos cobardes que na revolução de Abril em nada contribuíram, mas que agora carregam bandeirinhas na mão, navegando à bolina, encostando à esquerda ou à direita conforme lhes vai dando jeito. São precisamente esses energúmenos que se encontram instalados á sombra da bananeira. São exactamente os mesmos que usufruem de reformas milionárias, enquanto o trabalhador ordinário, terá que trabalhar bem para lá dos 65 anos para pode aceder a uma pensão de reforma condigna.

P.S - A esses galheiros, como diz o meu camarada Ricardo, apenas desejo que apareçam mortos numa valeta com a boca cheia de formigas.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Sou da geração sem remuneração, mas chateia-me esta condição!!


Não há como escapar ao tema… a música dos Deolinda, “Sou da geração sem remuneração/e não me incomoda esta condição. / Que parva que eu sou/Porque isto está mal e vai continuar, /já é uma sorte eu poder estagiar. /Que parva que eu sou! /E fico a pensar,/que mundo tão parvo/onde para ser escravo é preciso estudar”. Já publicada neste blog, pelo meu camarada Ricardo, trouxe de novo à baila, a boa e velha música de intervenção.
Como já anteriormente “escravunhei” neste humilde blog, os portugueses, tornaram-se umas coisinhas amestradas, não sei bem à espera do que?
Historicamente sempre tivemos uma sociedade dicotómica, claramente marcada de oposições, que é exemplo: Monárquicos/republicanos; fascistas/comunistas; direita/esquerda; conservadores/progressistas.
Contudo ultimamente temos assistido ao ampliar desta visão bifurcada da sociedade, onde é cada vez mais claro o acumular de tensões entre os contendentes.
Hoje é notória a guerra geracional que se instalou no país, entre os mais velhos, instalados e protegidos pelos direitos adquiridos, e pelos tachos que entretanto foram sabiamente amealhando em clara oposição com os mais novos, precários, com mais formação e dinamismo, e cujos direitos sociais “o estado” faz um manguito, e cujo futuro é deveras insatisfatório.
Temos ainda um pouco mais secundário, a oposição entre os funcionários públicos, e trabalhadores do sector privado.
Por tudo isto esta na hora de acabar com privilegios instalados… esta na hora de acabar com o saque de que o país esta a ser alvo…. É hora de ressuscitar as velhas músicas de intervenção, e com elas os ideais de Abril, e de a outrora apelidada de geração rasca acordar para a vida… fazer umas quantas manifestações, bem regadas com cocktails Molotov, incendiar uns quantos carros e quanto mais não seja, mostrar a nossa crescente indignação

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

DJ MAYNA "Tell Me" ft. Debora Ghira*Official Videoclip*(Lyrics@box) Face...

Dj MAYNA "Let´s Get Crazy" feat. Debora Ghira & David Cruz ( Facebook.co...

Teorema do Burro...


Afinal a matemática é simples, nós é que não sabemos aplicar bem as
fórmulas...

Equação 1

Humano = comer + dormir + trabalhar + curtir
Burro = comer + dormir

Então: Humano = Burro + trabalhar + curtir

Portanto: Humano - curtir = Burro + trabalho

Por outras palavras, Um Humano que não sabe curtir = Burro que trabalha.

Equação 2

Homem = comer + dormir + ganhar dinheiro
Burro = comer + dormir

Então: Homem = Burro + ganhar dinheiro

Portanto: Homem - ganhar dinheiro = Burro

Por outras palavras, Um Homem que não ganha dinheiro = Burro.

Equação 3

Mulher = comer + dormir + gastar dinheiro
Burro = comer + dormir

Então: Mulher = Burro + gastar dinheiro

Portanto: Mulher – gastar dinheiro = Burro



Por outras palavras, Uma Mulher que não gasta dinheiro = Burro

Podemos concluir através das equações 1 e 2:

Um Homem que não ganha dinheiro = Uma mulher que não gasta dinheiro



Então: Postulado 1: O Homem ganha dinheiro para que a mulher não se torne burra!

Postulado 2: A Mulher gasta dinheiro para que o Homem não se torne burro!

Assim, temos: Homem + Mulher = Burro + ganhar dinheiro + Burro + gastar dinheiro

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Piadas secas...


"O FBI deu o caso da misteriosa morte de Carlos Castro como resolvida. Afinal foi algo consentido.

O indivíduo entrou no quarto e perguntou «Carlos, Castro?» Ao que ele respondeu «Sim!!»"

"O que é que os presos de Nova Iorque esperam?

Que o Renato Se Abra."

"Se o Renato Seabra jogasse futebol qual seria a sua posição?

- Defesa. Porquê?

É bom a cortar bolas"

"Qual a diferença entre o Carlos Castro e o Fidel Castro?

- O Fidel tem sido um gajo com tomates a vida toda".

"Carlos Castro disse ao jovem Renato Seabra: "Eu sou velho mas sou como o vinho do Porto: Quanto mais velho melhor!

Ao que Renato respondeu: "Então espera aí que eu vou buscar o saca rolhas!"."

"Estão a por o Carlos Castro no caixão e diz o agente funerário quando acaba de selar o caixão: - Rest in peace...

Responde o funcionário da morgue (que era português): - Agora que selaste essa mer** é que perguntas pelo resto da coisa do homem?!"

"Ao que parece eles tinham acabado, o Carlos quis reatar e o Renato deu-lhe o corte!"

"Porque é que o Carlos Castro não andou na montanha russa? Porque não tinha tomates para aquilo."

"Porque é que o Carlos Castro comprou um livro do Astérix? Porque lhe cortaram os tintins"

Polémico Novo video-clip de Rihanna.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Versão Ricardo Amado 98 FM - AFOGA O GANSO

O Teixeira dos Santos continua a chular o povo...


Para não dizerem que o blog do cinza coelho é um blog sem conteúdo, aqui vai um pouco de serviço público…

O Orçamento do Estado para 2011 vem introduzir alterações significativas em matéria fiscal e no caso dos documentos de despesas com saúde, educação, formação, com lares, etc., vem acrescentar o nº 6 ao Artº 78º do CIRS, cuja alínea b) tem a seguinte redacção, relativa às condições para serem aceites deduções à colecta:



b)Mediante a identificação, em factura emitida nos termos legais, do sujeito passivo ou do membro do agregado a que se reportem, nos casos em que envolvam despesa.

Resumindo, a partir de 1 de Janeiro de 2011 tem de pedir as facturas ou recibos para os tipos de despesas atrás mencionadas em nome e com o numero de contribuinte da pessoa que faz a despesa ou utiliza o serviço, quer seja o sujeito passivo ou membro do agregado familiar, (descendentes ou ascendentes).

Assim, quem tem filhos, mesmo os recém nascidos, deverá de imediato requerer o seu numero de contribuinte para que possa deduzir as despesas com ele incorridas, já que as facturas tem de vir em seu nome e com o respectivo NIF. Na declaração de rendimentos anual é também obrigatório o NIF de cada membro do agregado.

Rematando, não podemos continuar a ter facturas de farmácias, médicos, educação, etc., com o nome do destinatário e o NIF em branco, para posterior colocação destes dados. Tem que fazer parte do preenchimento correcto da factura ou recibo pela entidade que os emite, até porque serão objecto de controlo cruzado pelos serviços de fiscalização da DGCI.


Como já estamos quase no final de Janeiro, e não sendo um tema que seja muito publicitado, e perceptível pela maioria das pessoas, é muito importante que passemos a mensagem para evitar situações desagradáveis quando os contribuintes se defrontarem com os problemas na altura da apresentação da declaração de rendimentos em Março de 2012.

DEPOIS NÃO DIGAM QUE NÃO VOS AVISEI.

Filha de Luciana Abreu e Yannick D. Chama-se Lyonce Viiktórya

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...