Pesquisa personalizada

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

De facto existem cá uns camandros engraçados... criticam tudo e todos, mas sem contudo entrar em grandes análises ideológicas, mas sim em profundas demagogias. É a política do bota abaixo, de um portuguesismos atroz. Quase tão português como o próprio fado.
Se não gostam da música dos Deolinda, muito bem, ninguém os obriga…. Se não gostam do que escrevi, muito bem que não leiam… se não concordam, ainda melhor, nem Cristo agradou a todos... No que concerne a comentários parvos, totalmente esvaziados no seu conteúdo, mas cujo propósito é fácil de vislumbrar. Porém convém referir, que reconheço o alcance político e até mais ideológico dos comentários, assim como convém referir, que vejo também que os atingi, onde lhes dói mais, (e não foi nos tins-tins) porque mesmo o Carlos Castro sendo Boiola, ao menos “também” dava a cara, (e não só) nos comentários que fazia.
Portanto nesta ordem de ideias estes energúmenos detractores da verdade (pseudo-elitistas) que agora facilmente criticam, são os mesmos cobardes que na revolução de Abril em nada contribuíram, mas que agora carregam bandeirinhas na mão, navegando à bolina, encostando à esquerda ou à direita conforme lhes vai dando jeito. São precisamente esses energúmenos que se encontram instalados á sombra da bananeira. São exactamente os mesmos que usufruem de reformas milionárias, enquanto o trabalhador ordinário, terá que trabalhar bem para lá dos 65 anos para pode aceder a uma pensão de reforma condigna.

P.S - A esses galheiros, como diz o meu camarada Ricardo, apenas desejo que apareçam mortos numa valeta com a boca cheia de formigas.

2 comentários:

  1. então miúdo, porquê tanta agressividade?
    tens que lhes dar um desconto, andam a dar na droga de fraca qualidade (mais um dos danos colaterais desta crise,a malta não tem guito para ganza da boa), aquela merda para-lhes o relógio, que já de si não funciona bem, e então da-lhes para fazer comentários á maluca como se não houvesse amanhã.
    NOTICIA DE ÚLTIMA HORA, o jazzss (puta k pariu o nome, esta merda deve ser nome de algum tropeteiro africano)atirou-se do monte da virgem em Vila Nova de Gaia para o Douro, ao que parece os teus comentários deixara-no ainda mais depressivo e já nem com quantidades industriais de xanax conseguio aguentar, paz á sua alma...

    ResponderEliminar
  2. Era de facto um miúdo muito revoltado esse Jazzss (puta k pariu o nome) e entende-se porquê!? Pois, julgo ter desvendado o porque do nome: Então segundo ouvi quando ele nasceu era tão feio… mas tão feio… que a mãe olhou para ele e disse - Jazzss!!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...