Pesquisa personalizada

domingo, 15 de maio de 2011

Depois da Grécia, Irlanda e Portugal, o FMI volta a atacar desta vez a vitima foi uma empregada de um hotel nova-iorquino…

O director-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), o francês Dominique Strauss-Kahn, foi hoje formalmente acusado de agressão sexual e de tentativa de violação horas depois de ter sido detido no aeroporto de Nova Iorque, informou fonte da polícia.

Strauss-Kahn, denominado DSK, candidato socialista favorito nas sondagens para as presidenciais francesas de 22 de Abril de 2012, "foi acusado de agressão sexual e de tentativa de violação contra uma jovem mulher de 32 anos num quarto de hotel em Nova Iorque", precisou aos jornalistas Ryan Sesa, porta-voz da polícia de Harlem, norte de Manhattan.

O incidente terá ocorrido no hotel Sofitel de Nova Iorque perto de Times Square, de onde a jovem mulher é empregada de limpeza.

(...)

Esta não é a primeira vez que Strauss-Kahn, casado com uma jornalista da televisão norte-americana e pai de quatro filhos, se vê envolvido num escândalo sexual.

Em 2008, o responsável pelo FMI esteve envolvido em controvérsias depois de ter sido acusado de manter uma relação de cariz sexual com uma das suas subordinadas, Piroska Nagy, responsável pelo departamento do FMI para África.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...